O amor é a melhor recompensa

O amor é a melhor recompensa

Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito. Depois que ela secou as mãos e tirou o avental, ela leu:

Cortar a grama do jardim: 3 reais.
Por limpar meu quarto esta semana: 1 real.
Por ir ao supermercado em seu lugar: 2 reais.
Por cuidar de meu irmãozinho enquanto você ia às compras: 2 reais..
Por tirar o lixo toda semana: 1 real.
Por ter um boletim com boas notas: 5 reais..
Por limpar e varrer o quintal: 2 reais.
Total da dívida: 16 reais.
A mãe olhou o menino, que aguardava cheio de expectativa.
Finalmente, ela pegou um lápis e no verso da mesma nota escreveu:
Por levar-te nove meses em meu ventre e dar-te a vida – nada.
Por tantas noites sem dormir, curar-te e orar por ti – nada.
Pelos problemas e pelos prantos que me causastes – nada.
Pelo medo e pelas preocupações que me esperam -nada.
Por comidas, roupas e brinquedos – nada.
Por limpar-te o nariz – nada.
Custo total de meu amor – nada.
Quando o menino terminou de ler o que sua mãe havia escrito tinha os olhos cheios de lágrimas.
Olhou nos olhos da mãe e disse: “Eu te amo, mamãe!!!”
Logo após, pegou um lápis e escreveu com uma letra enorme:
“Totalmente pago”.
Assim somos nós adultos, como crianças, querendor recompensa por boas ações que fazemos.
É difícil entender que a melhor recompensa é o amor que vem de Deus.
E para nossa sorte é grátis. Basta querermos recebê-lo em nossas vidas!
Que Deus, abençoe todos vocês no dia de hoje (e sempre), e não devemos esquecer do amor universal que nos é cedido pelo pai !

 

Atualizado em: 12/09/2016 na categoria: Mensagem de Reflexão da Vida

Você pode Gostar...

Vigiar e Orar: Uma Advertência de Deus

Vigiar e orar é uma advertência de Deus para a própria vida. A gente se preocupa tanto em repreender o mal que vem de fora que esquece de repreender o mal que há dentro de nós. Julgamos os outros esquecendo de nossos próprios erros, arrotamos santidade como se fôssemos perfeitos e ainda nos dizemos humildes, gente do bem e de bom caráter. A quem estamos querendo enganar? Apenas a nós mesmos!

A vida é tão vasta, mas insistimos em nos apegar em seus detalhes mais mesquinhos. Não vigiamos o bem, o belo, a felicidade escondida nos detalhes. Não vigiamos as nossas próprias imperfeições com o intuito de modificá-las, mas apenas as imperfeições alheias, com o objetivo de criticá-las. Quantas vezes nem se quer oramos e, quando o fazemos, são apenas palavras vazias que não conseguem ir muito além.

Deus nos quer maiores do que tudo isso que somos, do que tudo isso que insistimos em fazer. É preciso seguir a sua advertência: vigiar a nós mesmos e orar de alma e coração.

(mais…)